Técnicas de seleção parte 4 - Seleção virtual ou online

Pois bem, neste post vou falar de uma etapa que vejo poucas empresas usando de forma inteligente e estratégica. A Seleção Online é uma etapa que, aos poucos, está sendo muito valorizada pelos candidatos, principalmente os de nível mais especializado e/ou gestão.
As etapas de avaliação online permitem uma medição mais precisa de conhecimentos técnicos/específicos com um grande diferencial, economia de custo, tempo e desgaste emocional, tanto para a empresa quanto para seus candidatos. Com isso, é possível testar e avaliar mais candidatos em um mesmo processo.

Avaliações de lógica, conhecimentos de língua portuguesa, inglês, espanhol, uso de softwares, áreas de conhecimento específicas, etc, todos estes podem ser amplamente avaliados, qualificando a massa de candidatos que você mobilizará para as etapas presenciais.
Diferentemente do que você possa imaginar, avaliar candidatos via web pressupõe o uso de soluções próprias para isso. Usar questionários do Google, perguntas via email ou páginas estáticas de cadastro não te ajudarão a ter validade nos testes. Usar uma solução adequada, que controle o acesso dos candidatos, que evite manipulação dos resultados e que ofereça um suporte ao candidato por ajudar muito nesta hora.
Mas, além de avaliar aspectos técnicos dos conhecimentos dos candidatos a seleção online também pode ser útil para alinhamentos e checagens que, muitas vezes, empresas acabam fazendo presencialmente ou por telefone, tornando muito mais moroso e dispendioso o processo.
E quais seriam esses pontos a serem checados online? Bem, eu tenho uma lista de itens que sempre gosto de reforçar com meus candidatos antes de trazê-los até a empresa.
  • Localização: Quem mora nas grandes cidades sabe como é cada vez mais difícil se locomover nas mesmas. Portanto, validar com os candidatos se eles tem acesso fácil ao endereço, um link para ver a empresa no mapa, etc, pode ser muito útil;
  • Dados da Oportunidade: Sempre é bom reforçar os dados da oportunidade e validar o interesse dos candidatos;
  • Características da área: Apresentar alguns elementos culturais da empresa e da área cliente e pedir aos candidatos para discorrerem sobre as características mencionadas pode ser revelador;
  • Pedir aos candidatos para se descreverem também é bastante interessante e pode ajudar a puxar bons rapport no início das entrevistas presenciais;
  • Também é possível fazer perguntas de seleção por competências, reservando os aprofundamentos para a etapa presencial;
  • E é claro, permitir um espaço para que os candidatos também possam encaminhar perguntas para serem respondidas em etapas mais avançadas do processo.
Estas são algumas aplicações que eu faço uso corriqueiro, além das avaliações mais específicas.
Para elucidar a utilidade/eficácia desta etapa, ao final de uma entrevista online de alinhamento + avaliações online de conhecimentos técnicos + avaliação de idiomas, é comum termos uma redução da ordem de 60% do total de candidatos que você achava que estavam no perfil. 
E o mais interessante disso é que esta etapa costuma levar cerca de 2 dias apenas, pois todos os candidatos são avaliados ao mesmo tempo, tornando o processo muito mais ágil.
Ao final desta etapa, restando apenas cerca dos 30% ou 40% dos candidatos iniciais, já aproveito e dou o feedback com os scores e pontos destoantes do perfil alvo para os candidatos que não evoluirão no processo seletivo. Além de atribuir mais transparência ao processo, melhora sua imagem/marca de contratante, além de ser o mais ético (a meu ver).
E você, usa a seleção online?
Como? Em que momento? Qual a eficácia?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Debata, registre sua opinião!